O que é Cirurgia de Fratura Óssea?

O que é Cirurgia de Fratura Óssea?

A cirurgia de fratura óssea é um procedimento médico realizado para tratar uma fratura no osso. Fraturas ósseas podem ocorrer devido a lesões traumáticas, como quedas, acidentes de carro ou esportes de contato. Também podem ocorrer devido a condições médicas subjacentes, como osteoporose ou câncer ósseo. A cirurgia de fratura óssea é realizada por um cirurgião ortopédico, que é especializado no tratamento de doenças e lesões do sistema musculoesquelético.

Tipos de Fraturas Ósseas

Existem diferentes tipos de fraturas ósseas, cada uma com suas características e tratamentos específicos. Alguns dos tipos mais comuns de fraturas ósseas incluem:

Fratura Fechada

Uma fratura fechada ocorre quando o osso quebra, mas não perfura a pele. Nesse tipo de fratura, o osso pode estar desalinhado ou quebrado em vários pedaços. A cirurgia de fratura óssea pode ser necessária para realinhar o osso e fixá-lo com placas, parafusos ou hastes metálicas.

Fratura Aberta

Uma fratura aberta ocorre quando o osso quebrado perfura a pele, criando uma ferida exposta. Esse tipo de fratura é considerado mais grave e apresenta um risco maior de infecção. A cirurgia de fratura óssea é frequentemente necessária para limpar a ferida, realinhar o osso e fixá-lo com implantes.

Fratura por Estresse

Uma fratura por estresse ocorre quando o osso é submetido a repetidos impactos ou estresse, resultando em pequenas fissuras. Essas fraturas são comuns em atletas e pessoas que realizam atividades físicas intensas. A cirurgia de fratura óssea pode ser necessária se a fratura por estresse não cicatrizar adequadamente com repouso e imobilização.

Fratura Cominutiva

Uma fratura cominutiva ocorre quando o osso quebra em três ou mais fragmentos. Esse tipo de fratura pode ser mais difícil de tratar, pois requer a realocação e fixação de múltiplos fragmentos ósseos. A cirurgia de fratura óssea é frequentemente necessária para estabilizar os fragmentos e promover a cicatrização adequada.

Procedimento Cirúrgico

A cirurgia de fratura óssea pode ser realizada de diferentes maneiras, dependendo da localização e gravidade da fratura. Alguns dos procedimentos cirúrgicos mais comuns incluem:

Redução Aberta e Fixação Interna (RAFI)

A redução aberta e fixação interna é um procedimento cirúrgico no qual o cirurgião faz uma incisão na pele para acessar a fratura. O osso é realinhado e fixado com placas, parafusos ou hastes metálicas. Esse método é frequentemente usado em fraturas complexas ou cominutivas.

Fixação Externa

A fixação externa é um procedimento cirúrgico no qual o osso é realinhado e fixado com pinos ou hastes metálicas que são colocados fora do corpo. Esses dispositivos são conectados ao osso por meio de fios ou barras. A fixação externa é frequentemente usada em fraturas abertas ou quando a pele está danificada.

Artroscopia

A artroscopia é um procedimento cirúrgico minimamente invasivo no qual o cirurgião insere um pequeno instrumento chamado artroscópio através de pequenas incisões na pele. O artroscópio possui uma câmera que permite ao cirurgião visualizar o interior da articulação. Esse método é frequentemente usado em fraturas articulares.

Recuperação e Reabilitação

A recuperação e reabilitação após a cirurgia de fratura óssea são essenciais para restaurar a função normal do osso e prevenir complicações. O tempo de recuperação pode variar dependendo da gravidade da fratura e do procedimento cirúrgico realizado. Durante a recuperação, é importante seguir as orientações médicas, como repouso, fisioterapia e uso de dispositivos de imobilização, como talas ou gesso.

Riscos e Complicações

Embora a cirurgia de fratura óssea seja geralmente segura, existem alguns riscos e complicações associados ao procedimento. Alguns dos riscos incluem infecção, sangramento excessivo, lesão de nervos ou vasos sanguíneos, formação de coágulos sanguíneos e problemas de cicatrização. É importante discutir esses riscos com o cirurgião antes de decidir pela cirurgia.

Conclusão

A cirurgia de fratura óssea é um procedimento médico realizado para tratar fraturas ósseas causadas por lesões traumáticas ou condições médicas subjacentes. Existem diferentes tipos de fraturas ósseas, cada uma com suas características e tratamentos específicos. A cirurgia de fratura óssea pode ser realizada de diferentes maneiras, como redução aberta e fixação interna, fixação externa ou artroscopia. A recuperação e reabilitação são essenciais para restaurar a função normal do osso após a cirurgia. Embora a cirurgia de fratura óssea seja geralmente segura, existem riscos e complicações associados ao procedimento. É importante discutir esses riscos com o cirurgião antes de decidir pela cirurgia.