O que é Torção de Estômago em Cães?

O que é Torção de Estômago em Cães?

A torção de estômago em cães, também conhecida como dilatação vólvulo gástrica, é uma condição grave que pode afetar cães de todas as raças e idades. Essa condição ocorre quando o estômago do cão se distende e gira sobre si mesmo, bloqueando a passagem de alimentos e líquidos. Essa torção pode levar a uma série de complicações graves e até mesmo à morte se não for tratada imediatamente.

Causas da Torção de Estômago em Cães

A torção de estômago em cães pode ser causada por uma combinação de fatores, incluindo a anatomia do cão, a dieta, o comportamento alimentar e a predisposição genética. Cães de raças grandes e gigantes, como o Pastor Alemão, o Doberman e o São Bernardo, são mais propensos a desenvolver essa condição devido ao formato do seu tórax e à sua capacidade de ingerir grandes quantidades de comida de uma só vez.

Além disso, certos fatores comportamentais, como comer rapidamente, beber muita água após as refeições e se exercitar intensamente logo após comer, podem aumentar o risco de torção de estômago em cães. A predisposição genética também desempenha um papel importante, com cães de certas linhagens sendo mais propensos a desenvolver essa condição.

Sintomas da Torção de Estômago em Cães

Os sintomas da torção de estômago em cães podem variar, mas geralmente incluem inchaço abdominal, tentativas repetidas de vomitar sem sucesso, salivação excessiva, dificuldade para respirar, fraqueza, letargia e dor abdominal intensa. Alguns cães também podem apresentar sintomas de choque, como gengivas pálidas, batimento cardíaco acelerado e desmaio.

É importante observar que nem todos os cães apresentam todos os sintomas, e alguns podem apresentar apenas sinais leves no início da condição. No entanto, qualquer sinal de desconforto abdominal ou alteração no comportamento alimentar do seu cão deve ser levado a sério e avaliado por um veterinário imediatamente.

Diagnóstico da Torção de Estômago em Cães

O diagnóstico da torção de estômago em cães é baseado em uma combinação de histórico clínico, exame físico e exames complementares. O veterinário irá realizar um exame físico completo, incluindo a palpação do abdômen do cão em busca de inchaço e sensibilidade. Além disso, exames de sangue, radiografias e ultrassonografias podem ser realizados para confirmar o diagnóstico.

Tratamento da Torção de Estômago em Cães

O tratamento da torção de estômago em cães é uma emergência médica e requer intervenção imediata. O objetivo do tratamento é estabilizar o cão, aliviar a torção do estômago e tratar quaisquer complicações associadas. Isso geralmente envolve a descompressão do estômago através de uma sonda nasogástrica ou cirurgia, seguida pela fixação do estômago para evitar futuras torções.

Além disso, o cão pode receber fluidoterapia intravenosa para corrigir a desidratação e os desequilíbrios eletrolíticos, bem como medicamentos para controlar a dor e prevenir infecções. O tratamento pós-operatório também é essencial para garantir uma recuperação adequada e prevenir complicações.

Prevenção da Torção de Estômago em Cães

Embora a torção de estômago em cães não possa ser totalmente prevenida, existem algumas medidas que os proprietários podem tomar para reduzir o risco. Alimentar o cão em porções menores e mais frequentes, em vez de uma grande refeição única, pode ajudar a evitar a distensão do estômago. Além disso, fornecer uma dieta de alta qualidade e evitar o exercício vigoroso imediatamente após as refeições também pode ser benéfico.

Outras medidas preventivas incluem evitar o estresse excessivo, manter um ambiente calmo durante as refeições do cão e evitar a ingestão rápida de alimentos e água. Além disso, a cirurgia preventiva, conhecida como gastropexia, pode ser recomendada para cães de raças predispostas, fixando o estômago para evitar a torção.

Conclusão

A torção de estômago em cães é uma condição grave que requer atenção imediata. Conhecer os sintomas e fatores de risco pode ajudar os proprietários a identificar precocemente essa condição e buscar tratamento veterinário adequado. Além disso, tomar medidas preventivas pode ajudar a reduzir o risco de torção de estômago em cães predispostos. Se você suspeitar que seu cão está sofrendo de torção de estômago, entre em contato com um veterinário imediatamente para obter orientação e tratamento adequados.